Tecnologia em Proximidade, Cartões com Tecnologia RFiD 125k ou Mifare 13,56

Tecnologia em Proximidade, Cartões com Tecnologia RFiD 125k ou Mifare 13,56
Tecnologia em Proximidade

Aproximação por Rádio Frequência

Os sistemas de controle de acesso através de cartões são alguns dos mecanismos mais usados por sua praticidade e aceitação. Embora as tecnologias por biometria venham ganhando cada vez mais espaço quando se trata de sistemas de controle de acesso, as tecnologias por cartão ainda são bastante procuradas.

As tecnologias por cartão também tem evoluído de forma constante, garantindo maior confiabilidade e facilidade de uso. Um bom exemplo são os cartões de acesso com tecnologia por proximidade. Saiba mais sobre esse sistema e como eles podem contribuir para a segurança da sua empresa.

Tecnologia Proximidade

Cartões de Acesso: o que são e quais as tecnologias mais utilizadas.

O cartão de acesso é um dos mecanismos mais comuns quando se trata de sistemas de controle de segurança.
Eles já são usados há bastante tempo e tem boa aceitação por serem sistemas simples de usar e que não geram nenhum debate quanto à invasão de privacidade.

São comuns nos mais diversos espaços como empresas, instituições de ensino, prédios, condomínios, hotéis, entre outros. Os cartões de acesso mais utilizados atualmente, são parecidos com cartões de crédito. Possuem uma tarja magnética ou um chip e podem funcionar de três formas:

· Pela inserção do cartão em uma máquina que fará a leitura dos dados
· Deslizando a tarja na máquina (sistema muito comum em leitores de ponto)
· Pela aproximação do cartão no leitor

Através das tarjas magnéticas e chips usados nos cartões de acesso é possivel guardar os dados pessoais do seu usuário como nome, endereço, foto. Também armazena dados de controle de gestão como cargo e nível de acesso a determinados espaços e informações. Dependendo da importância dos locais ou informações a serem acessadas, os cartões de acesso podem também ser um sistema complementar para reforçar a segurança de outros mecanismos, como os biométricos digitais.